segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Riscos


 foto tirada por mim




Rir é correr o risco de parecer tolo.

Chorar é correr risco de parecer sentimental.

Estender a mão é correr o risco de se envolver.

Expor seus sentimentos
é correr o risco de mostrar seu verdadeiro eu.

Defender seus sonhos e idéias diante da multidão
 é correr o risco de perder as pessoas.

Amar é correr o risco de não ser correspondido.

Viver é correr o risco de morrer.

Confiar é correr o risco de se decepcionar.

Tentar é correr o risco de fracassar.

Mas os riscos devem ser corridos,
 porque o maior perigo é não arriscar nada.

A pessoa que não corre nenhum risco não faz nada,
 não tem nada e não é nada.

Acorrentadas por suas atitudes, elas viram escravas,
 privam-se de sua liberdade.
Somente a pessoa que Corre riscos é livre!
 (DESCONHEÇO O AUTOR)



2 comentários:

Maria Luisa Adães disse...

Eu corro riscos sem os procurar,
talvez por me importar com os outros...talvez...

E faço coisas que ninguém faz eu sei!

Mª. Luísa

Ivete disse...

Pois somos como somos... Como é bom quando nos importamos com outras pessoas. Certamente havemos de ter a nossa paga, já que tudo na vida é um eterno ir e vir...

Um grande abraço Maria Luísa! Obrigada por vires!